quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Erasmus for Young Enterpreneurs - Programa de intercâmbio europeu para empreendedores


O programa Erasmus para Jovens Empreendedores, ajuda os empreendedores europeus que pretendam criar o seu próprio negócio, a adquirir as competências necessárias para iniciar e/ou gerir com sucesso um pequeno negócio na Europa. Os novos empreendedores reúnem-se e trocam conhecimentos e ideias de negócio com um empreendedor experiente, com quem ficam e colaboram por um período de 1 a 6 meses. A estadia é parcialmente financiada pela Comissão Europeia.
Poderá obter mais informações sobre as condições de participação através do guia disponível online

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Despacho n.º 11498/2016

Educação e Trabalho, Solidariedade e Segurança Social - Gabinetes dos Ministros da Educação e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
Determina a composição e a intervenção de equipas multidisciplinares de avaliação médico-pedagógica, no âmbito da atribuição do subsídio de educação especial (SEE).
ACEDER AQUI

APP Studo


A Studo é uma aplicação interativa, que desafia as crianças a resolver exercícios escolares e, que depois de solucionados, desbloqueiam o acesso aos seus canais favoritos da TV.
Nesta fase de lançamento o conteúdo é focado na disciplina de matemática e alinhado com o Programa do 1º ciclo do ensino básico.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Portaria n.º 254/2016

Portaria n.º 254/2016 - Diário da República n.º 185/2016, Série I de 2016-09-26 
Educação
Criação de uma experiência-piloto do ensino a distância, no âmbito da oferta formativa do ensino secundário na modalidade de ensino recorrente, designado Ensino Secundário Recorrente a Distância (ESRaD), a iniciar no ano letivo de 2016/2017.
ACEDER AQUI

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Manual para a Promoção de Competências Socioemocionais em Meio Escolar.


DGS - Saúde Mental em Saúde Escolar - Manual para a a Promoção de Competências Socioemocionais em Meio Escolar.

Portugal. Ministério da Saúde
EDITOR Direção-Geral da Saúde
Fev de 2016

domingo, 25 de setembro de 2016

ESCOLAS sem MACHISMO - Planos de Aula


ONU: Escolas sem Machismo, em :https://www.cig.gov.pt

No âmbito da campanha «UNA-SE pelo Fim da Violência contra as Mulheres», promovida pelo Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que visa estimular a mudança de atitudes e comportamentos dos homens e meninos, enfatizando a necessidade do seu envolvimento pelo fim da violência contra as mulheres e meninas, a ONU Mulheres lançou, no início de setembro, no Brasil, um Currículo de Género para discutir o tema da educação de género nas salas de aula. A iniciativa, com a designação «O Valente não é Violento», convida profissionais da área de educação a repensar e transformar ideias pré-concebidas sobre o que é “ser homem” e o que é “ser mulher”, através de seis planos de aula para professores/as e alunos/as. Consulte e descarregue os planos de aula:
Plano de aula 1  Sexo, género e poder

Plano de aula 2  Violências e suas interfaces




Plano de aula 6  Vulnerabilidades e prevenção

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Dependências Online - O Poder das Tecnologias




Dependências Online - O Poder das Tecnologias. Escrito por vários especialistas, este livro apresenta: orientações para um bom comportamento online, exemplos, dicas e uma abordagem de intervenção clínica múltipla no tratamento das dependências.
O livro encontra-se à venda nas livrarias

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Como estudam os alunos de elevado rendimento académico?


Uma análise centrada nas estratégias de auto-regulação

Autores
Rosário, Pedro
Almeida, Leandro S.
Guimarães, Carina
Pacheco, Mónica

Resumo
A literatura tem referenciado que os alunos academicamente mais competentes organizam de uma forma mais proficiente o seu trabalho escolar apresentando comportamentos mais auto-regulados (Zimmenman & Martinez-Pons, 1990, 1992). Situando-nos num marco teórico organizador do discurso da sobredotação que inclua motivação e a criatividade, a par da inteligência, centraremos esta investigação na compreensão dos processos de aprendizagem dos alunos academicamente mais competentes. A amostra tomada é de 558 alunos do Ensino Secundário, divididos em quatro grupos tendo com referência o seu desempenho académico. Os resultados revelaram uma associação estatisticamente significativa entre a competência académica e a preferência do recurso a estratégias de auto-regulação da aprendizagem. Os alunos mais competentes academicamente utilizam no seu trabalho escolar, mais do que os seus colegas, 9 das 14 estratégias de auto-regulação. Estes resultados reforçam a importância na realização académica de um trabalho pessoal mais auto-regulado, sugerindo que o treino e a modelação das estratégias de auto-regulação na sala de aula facilitariam uma aprendizagem mais significativa e incrementariam a competência académica dos alunos.

Leitura na íntegra - ACEDER
http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/12476

Uma imagem http://lifestyle.sapo.pt/

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Apoio Tutorial Específico



Este webinar visa abordar a medida Apoio Tutorial Específico, medida essa que se encontra prevista no art.º 12º do Despacho normativo 4-A/2016 e que se destina aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico que ao longo do seu percurso escolar acumulem duas ou mais retenções.

Para apoiar a sua implementação nas escolas, a Direção-Geral da Educação encomendou um plano formativo, à Universidade do Minho, com o objetivo de apoiar, esclarecer e desenvolver competências, capacitando os professores-tutores que exercerão funções no âmbito daquele Despacho.

Neste webinar o Professor Pedro Rosário fala-nos do Projeto de Formação de Professores-Tutores, o “Projeto Mentor”.

ACEDER também em:  http://www.dge.mec.pt/apoio-tutorial-especifico

sábado, 17 de setembro de 2016

Manual de orientação pedagógica Brinquedos e Brincadeiras de Creche


O manual de orientação pedagógica Brinquedos e Brincadeiras de Creche tem como objetivo orientar professores, educadores e gestores na seleção, organização e uso de brinquedos, materiais e brincadeiras para creches, apontando formas de organizar espaço, tipos de atividades, conteúdos, diversidade de materiais que no conjunto constroem valores para uma Educação Infantil de qualidade.
ACEDER ao Manual na íntegra:

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Revista Investigar em Educação



A  revista Investigar em Educação é uma publicação institucional da associação que acolhe e reúne os investigadores, decisores e interventores no campo da educação em Portugal: a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Investigar em Educação terá uma edição eletrónica em Open Acess e uma edição em papel. Sendo especialmente destinada à comunidade científica e profissional das ciências da educação em Portugal, a revista aceitará artigos de todas as proveniências, os quais serão objeto de um procedimento de avaliação por pares, em condições de “double blind refereeing”. As suas páginas encontram-se especialmente abertas à colaboração de investigadores com origem nos países de língua oficial portuguesa. 
A revista procurará pontuar o trabalho teórico em ciências da educação, através de números temáticos, centrados em temas preferencialmente transversais ao seu campo de conhecimento, por natureza eminentemente interdisciplinar. Os temas serão escolhidos tomando por referência critérios de relevância e de atualidade. Procurar-se-á ir ao encontro daquilo que são as grandes questões teóricas e epistemológicas que se colocam às ciências da educação, seja na interrogação que fazem aos fundamentos do saber que projetam sobre os processos formais e não formais de transmissão de conhecimento, seja no questionamento de domínios de aplicação nos contextos educacionais.


http://pages.ie.uminho.pt/inved/index.php/ie

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Resolução n.º 608/2016

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 
Resolução n.º 608/2016  -
Define as diretrizes que norteiam a organização e funcionamento das unidades de recursos assistenciais partilhados, abreviadamente designadas URAP de saúde mental, do Agrupamento de Centros de Saúde da Região Autónoma da Madeira, abreviadamente designado ACES, tendo em vista a necessidade de promover um modelo com formas de intervenção efetiva na promoção e proteção da saúde mental e na assistência na doença mental.

Ponto 8 "...deverão estabelecer relações privilegiadas entre os centros de saúde, o serviço de psiquiatria hospitalar, instituições particulares de solidariedade social, da área da saúde mental e, eventualmente outras áreas, nomeadamente, a segurança social, a educação, as autarquias e as associações de doentes."
ACEDER AQUI

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Congresso Internacional Dislexia: Diferenciação Pedagógica


Congresso Internacional Dislexia vai  realizar-se em Leiria Escola Superior de Educação De Ciências Sociais | IPL no próximo dia 30 de Setembro e no Teatro Miguel Franco no dia 1 de Outubro.
Poderá realizar a sua inscrição através do site da Dislex

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

RESCUR - Currículo Europeu para a Resiliência



Currículo Europeu para a Resiliência: GUIA para PAIS (Pré; 1º e 2º Ciclo)


GUIA PARA PROFESSORES - Rescur Currículo Europeu para a Resiliência na Educação Pré-Escolar, 1º E 2º Ciclo: Guia para os Professores:

GUIA PARA PROFESSORES - Surfing the Waves: http://www.rescur.eu/

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

website Ferramentas Escolares


website ferramentasescolares.pt foi criado no dia 1 de setembro do ano 2016, aquando da abertura do ano escolar 2016/2017. Este tem por objetivo dar a conhecer notícias e disponibilizar ferramentas e recursos para a comunidade escolar desenvolvidas pelo autor do website.
No lançamento deste website, o autor disponibiliza-lhe, gratuitamente, um simulador que poderá contribuir para planificar rapidamente as suas atividades escolares. Para aceder ao mesmo clique aqui, ou aceda ao tópico do menu designado por “Ferramentas”.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Recursos para a inclusão



Diversidade de género ( Lesbian, Gay, Bisexual...)
A NASP tem um compromisso de longa data em desenvolver esforços em vista a assegurar que as escolas sejam ambientes de aprendizagem seguros e inclusivos para todos os alunos. 
Os psicólogos escolares desempenham um papel, ajudando a fomentar um clima escolar que promove a aceitação da diversidade e segurança para todos.
Recursos para ajudar a comunidade educativa a intervir junto de populações vulneráveis:

terça-feira, 6 de setembro de 2016

PETIÇÃO: (já chega de) Psicólogos a Meio-Tempo!



Diga ao Ministro da Educação que não podem haver Alunos de 1ª e Alunos de 2ª! Todos têm que ter acesso a acompanhamento psicológico nas melhores condições.
E isso só se consegue com Psicólogos a Tempo Inteiro!
Assine a Petição e divulgue esta causa junto dos seus amigos, principalmente junto de pais com filhos em idade escolar para que conheçam a realidade em que o Ministério quer colocar os seus filhos.
(já chega de) Psicólogos a Meio-Tempo!

PROTOCOLO ACTUALIZADO PARA ATENDER Y PREVENIR EL MATONISMO EN LAS AULAS




Instrumento incorpora estrategias de mediación


Con el propósito de brindar a las comunidades educativas las pautas y la ruta de procedimientos inmediatos para intervenir ante situaciones de violencia, acoso y matonismo, tanto dentro como fuera del centro educativo, el Ministerio de Educación Pública (MEP) presentó el protocolo actualizado de prevención y atención en situaciones de bullying.
La guía constituye una herramienta sencilla y práctica para que todos los miembros de la comunidad educativa puedan trabajar en la detección, atención de situaciones de acoso físico o sicológico, y la restauración de la convivencia en sus centros educativos.

Um produto
Ministerio de Educación Pública, Dirección de Vida Estudiantil, MEP Fondo de las Naciones Unidas para la Infancia UNICEF San José, Costa Rica Primera Edición, octubre 2015

domingo, 4 de setembro de 2016

IGNITE EDUCAÇÃO - MTW PORTUGAL

ROJETO:  INSPIRAR, MOTIVAR E LEVAR À AÇÃO®




Empresa vocacionada para treino de executivos(MTW Portugal) aventurou-se numa nova área: a comunicação na escola. A receita foi experimentada por 32 professores e alunos, que gostaram. Ministério da Educação quer alargar o projecto