quinta-feira, 28 de abril de 2011

Kate Middleton e o bullying



“…segundo os media britânicos, Kate Middleton foi vítima de bullying na escola. O Telegraph citava no início do mês uma antiga colega de Kate que explicava que esta “era empurrada para o fim da fila no almoço e que nunca ninguém se queria sentar com ela”. Jornal Publico, Suplemento de 28. 04.11.

Kate Middleton irá casar com o príncipe William de Inglaterra, amanhã, e devido a esta sua experiência o casal apoia a Beat Bullying - uma instituição onde jovens podem falar e aconselhar-se anonimamente com outros jovens dos 11 aos 25 anos, mas também com psicólogos especialistas em bullying.

Se és vítima de bullying, não te isoles, pede ajuda, mesmo que tenhas medo.



quarta-feira, 27 de abril de 2011

Programa Rosa dos Ventos


- PROGRAMA Rosa dos Ventos - Rumo ao Teu Futuro - destinado a jovens. Útil para as atividades de orientação vocacional do 9º ano de escolaridade.

 - GUIA do Profissional de Orientação - Rosa dos Ventoshttp://www.euroguidance.gov.pt/

Guiões Pedagógicos

O Ministério da Educação através da DGIDC, disponibiliza recursos educativos tais como guias de cidadania, guias para e educação ambiental, entre outros.
Poderá ter acesso a esta documentação na página da Biblioteca Digital

sábado, 23 de abril de 2011

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Perfis profissionais


Aceda a mais de 700 perfis profissionais (a natureza das tarefas de uma dada profissão; o tipo de formação....), neste recurso (de língua inglesa): europarchive.org.
Poderá também pesquisar outros temas relacionados com as carreiras profissionais.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Entender a saúde mental

Conhecer as perturbações que afectam crianças e jovens, permite uma mais eficaz identificação e intervenção.
As perturbações mais comuns nestas idades são:  
  • TDAH – é Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperactividade 
  • Bipolar 
  • Transtorno de Ansiedade 
  • Depressão 
  • Transtorno obsessivo-cumpulsivo 
  • Transtorno de Pânico 
  • Esquizofrenia
Consulte o seguinte recurso (em inglês) : teen mental health
Visione os Vídeos.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Blogues educativos

Nesta área - Portal das Escolas - encontram-se  alguns tutoriais de apoio para a construção de blogues em contexto educativo.
Terá acesso a 3 ferramentas para as quais são disponibilizados guiões e pequenos tutoriais vídeo.
São oferecidos algumas sugestões para a criação e dinamização de blogues em contexto educativo.

Internet segura na escola

A escola, os professores podem orientar as crianças e os adolescentes a utilizar a Internet para fins úteis à sua formação. E também podem ensiná-los a distinguir o que pode ser perigoso do que é confiável.

Assista à comunicação sobre este tema - Internet segura na escola -  por Luís Manuel Pereira da Costa da Universidade Autónoma de Lisboa: 

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Motivação



Como motivar as pessoas? A resposta está neste vídeo."Vê-las como pessoas e não como forças de trabalho"

terça-feira, 5 de abril de 2011

Natércia

MAR AZUL

Mar, extensão de água
Que me fascina
E me leva
Sem que me aperceba.

Força desoladora
Que me arrasta
Até ao mais ínfimo
E escuro recanto
Da sua imponência.

Oh mar!
De ti nasce a esperança,
A saudade nos corações
E a morte devastadora.
De ti nasce a vida
Que remonta aos primórdios
De tudo o que conheço.

Força de Neptuno
Calmaria desassossegada
Tragédia anunciada
Que me roubaste
Tudo o que me fazia
Sentir viva.


NATÉRCIA
Ano Lectivo 2010/11





sexta-feira, 1 de abril de 2011

Sara Barros 10º 5

TEMPOS MAUS

   Tinha apenas 15 anos, uma idade pequena para uns, uma idade grande para outros.
   Chegava da escola, olhava para o jantar e não me dava pachorra para o comer, apenas apetecia-me vomitar, rejeitava-o. Sabia que tinha de estudar, mas preferia o computador, era muito melhor do que estudar e continua a ser. O meu irmão começava a chatear-me, sempre a conversar, nunca mais me deixava e, no outro lado, era os meus pais a brigar. A briga deles era péssima. O meu pai, para mim, era como se fosse um monstro, mas era meu pai. Nunca lhe apetecia trabalhar, fazia chantagens e era um interesseiro. Era todos os dias um clima mau. Era horrível.
   Eu chorava todas as noites quando já estavam a dormir. Eu tirava más notas, era uma desilusão para a minha mãe, não me apetecia comer, preocupava a minha mãe, rejeitava o meu irmão, mas sentia-me horrível a fazer isso, os meus pais brigavam… e uma grande amiga acabava de morrer. Sentia-me miserável como se não prestasse para nada e achava que era por minha culpa que os meus pais começavam a brigar.
   Foi nesses momentos que experimentei a primeira bebida alcoólica. Todos os que me rodeavam, aqueles que eu considerava grandes amigos diziam que se bebesse ir-me-ia sentir melhor. Nunca me fazia bem, sabia que me fazia mal, mas começava a se tornar um vício.
   Comecei a faltar às aulas porque não me sentia bem para assistir. Vomitava por todos os cantos. A minha mãe, nem nenhum familiar meu veio a saber do que me acontecia. Começava a gozar dos meus colegas, começava a agredir, começava a me tornar um monstro.
   Um dia cheguei a casa, não estava lá ninguém, era um silêncio, pus uma música aos berros, a casa estava por conta minha. Dancei e acabei por cair. Caí e fiquei lá no chão a pensar que estava a tornar-me no que não era e no que estava a fazer só piorava e fazia mal a mim, aos meus amigos e àqueles que me rodeavam. Assim foi, decidi que teria de mudar, e teria de voltar aos meus tempos antigos porque me iria sentir melhor.
   Por vezes, sinto-me como antes, mas não tenho ninguém para contar os meus problemas porque quem eu queria contar já não se encontra presente, mas ao menos tenho o meu irmão, a minha mãe e grandes amigos com quem posso contar.

SARA BARROS
Ano/Turma: 10º 5, nº 19
Ano Lectivo: 2010/2011
Disciplina: Português
Professora: Conceição Martins