sábado, 18 de novembro de 2017

Ações de formação dirigidas a psicólogos a exercer funções nos estabelecimentos de ensino da rede pública

A DGE vai realizar um conjunto de ações de formação, acreditadas pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, na modalidade de “blended learning” nos seguintes domínios:
  • Intervenção na Comunidade Educativa (mais informação)
  • Desenvolvimento de Competências de Gestão de Carreira (mais informação)
  • Multiculturalidade e Envolvimento Escolar* (mais informação)
  • Promoção do Desenvolvimento Socioemocional: O papel do psicólogo escolar na capacitação de educadores de infância e professores do 1.º ciclo (mais informação)
As ações são dinamizadas na modalidade de “blended learning”, através de uma plataforma “moodle”. Cada ação tem a duração de 21h, com 7h presenciais e 14 a distância, conjugando momentos síncronos e assíncronos.
O certificado é atribuído quando, para além da participação nas sessões, os formandos concluírem as tarefas definidas pelos formadores.
A ação está acreditada pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, conferindo 10,5 créditos.
Indicações de acesso e utilização da plataforma serão disponibilizadas posteriormente.
Data e Local
A sessão presencial decorre em Porto, Coimbra e Lisboa, ente 4 e 20 de dezembro
*Sessão presencial só Lisboa
Seleção dos Formandos
A seleção dos formandos terá por base a ordem de inscrição. Os formandos selecionados serão avisados por e-mail.
Inscrições
As inscrições decorrem de 17 a 27 de novembro. A Ficha de pré-inscrição encontra-se disponível on-line em: http://area.dge.mec.pt/formacao-psicologos
Contactos
Telefone –213 934 614/213 934 638
Endereço eletrónico – euroguidance-pt@dge.mec.pt
       

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Manual" Educar para a Cidadania: Jogos Pedagógicos para Jovens"



De acesso gratuito o Manual Educar para a Cidadania: Jogos Pedagógicos para Jovens da Informanuais

A Informanuais é desde 2008, lídere na elaboração de manuais de apoio para uso nas sessões e entrega às entidades formadoras.

Handbook: Defining Writing and Applying Learning Outcomes





This Cedefop handbook is addressed to individuals and institutions actively involved in defining and writing learning outcomes in education and training. Its ambition is to act as a reference point for cooperation in this area. It offers concrete examples of the use of learning outcomes and provides an overview of existing guidance and research material supporting the definition and writing of learning outcomes. The handbook also aims to promote dialogue between education and training and labour market stakeholders by building on material from different parts of the education and training system, and bridging the gap between institutions and sectors.


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

FEIRA de EDUCAÇÃO FORMAÇÃO JUVENTUDE e EMPREGO



INFO EXPONOR

E também: Visita de Estudo Qualifica 2018,
 http://qualifica.exponor.pt/pt/visitas-de-estudo/visitas-de-estudo-qualifica
De 1 a 4 de março de 2018, decorre a maior feira de educação, formação, juventude e emprego no norte do País.
Se efetuar a inscrição até ao dia 31 de dezembro a entrada é gratuita. 

Monitor da Educação e da Formação 2017




Encontra-se disponível a edição de 2017 do Monitor da Educação e da Formação que retrata a evolução dos Estados-membros relativamente aos indicadores e metas do Quadro Estratégico “Educação e Formação 2020” e da Agenda da UE para um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo. 

O tema central da edição deste ano é a desigualdade e o papel relevante que a educação desempenha na construção de uma sociedade mais equitativa. Destaca-se, neste contexto, que embora os sistemas educativos nacionais registem maior inclusividade e eficácia, o sucesso escolar continua a ser largamente determinado pelo contexto socioeconómico dos estudantes.  

Monitor integra, ainda, 28 relatórios individuais para cada Estado-membro, assim como um instrumento de visualização online que fornece informação importante que facilita a tomada de decisões políticas fundamentadas e fomenta os debates nacionais. 

EU Studies Fair em Bruxelas


Nos próximos dias 9 e 10 de fevereiro terá lugar a a 19º edição da EU Studies Fair em Bruxelas que permitirá a cerca de 50 instituições de ensino superior internacionais apresentar a sua oferta formativa no ãmbito dos estudos europeus, relações internacionais, direito, economia e políticas públicas. 
Os interessados poderão consultar informação adicional no portal do evento (https://www.politico.eu/event/eu-studies-fair-2018/)
Os interessado em visitar a feira poderão registar-se gratuitamente através do seguinte linkhttps://www.politico.eu/event/eu-studies-fair-2018/  



terça-feira, 14 de novembro de 2017

Abertura de Candidatura: ESTÁGIOS PROFISSIONAIS IEFP



A Medida Estágios Profissionais visa apoiar a realização de estágios profissionais por desempregados inscritos no IEFP, contribuindo, nomeadamente, para apoiar a inserção de jovens no mercado de trabalho e a reconversão profissional de desempregados através de uma experiência prática em contexto de trabalho.
Nos termos do calendário de candidaturas aprovado pelo Conselho Diretivo do IEFP para o ano de 2017, vai ter lugar o segundo e último período de candidatura do ano em curso. Com uma dotação de 36,650 milhões de euros, o segundo período de candidatura decorre entre as 9h00 do dia 15 de novembro e as 18h00 do dia 3 de janeiro de 2018, nos termos do aviso de abertura, que se encontra disponível para consulta neste Portal.
A candidatura é efetuada no Portal Netemprego( https://www.netemprego.gov.pt) na área pessoal de cada entidade registada nesse portal.


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

WEB WE WANT - Manuais para Jovens, Professores e de prevenção de Bullying e de Ciberbullying



No site do SeguraNet (http://www.seguranet.pt/pt/web-we-want) estão publicadas três brochuras/manuais que foram desenvolvidas na Europa mas já traduzidas para português, e que podem ser lidas online.

The Web We Want - A Internet que queremos é uma brochura educativa, destinada a jovens entre os 13 e os 16 anos, que apresenta um conjunto de ferramentas que educa os adolescentes a saberem proteger-se quando estão online. Este recurso, tão necessário a professores, jovens e pais, foi criado com a participação ativa de adolescentes de toda a Europa, aprovado pela Comissão Europeia e traduzido para português.

The Web We Want - O manual Web We Want para educadores foi elaborado por docentes para professores europeus. Os planos de aula propõem ideias e atividades para incentivar os jovens a desenvolver competências criativas e pensamento crítico. Este manual tem por objetivo ajudar os professores a integrar nas suas práticas de ensino questões relacionadas com a atividade online dos jovens, através de planos de aula interativos e fichas de trabalho associados aos quadros de competências nacionais. ACEDER http://www.seguranet.pt/
Web We Want e ENABLE - Novo recurso do projeto Web We Want com atividades de prevenção de Bullying e de Ciberbullying. Esta brochura, da autoria da Rede Europeia dos Minitérios da Educação, European Schoolnet, resultou de uma colaboração entre os projetos ENABLE e Web We Want e tem como título “O meu bem-estar e o teu:
O respeito... começa em mim! Web We Want e ENABLE – Unindo esforços contra o Bullying”. ACEDER: http://www.seguranet.pt/sites



Aceder ao manual em língua inglesa :

sábado, 11 de novembro de 2017

Porque melhoraram os resultados PISA em Portugal



Neste relatório sintetiza-se a análise dos dados PISA (Programme for International Student Assessment) elaborada pelo projeto aQeduto entre dezembro 2015 e outubro de 2016. Este projecto resultou de uma parceria conjunta do Conselho Nacional de Educação (CNE) e da Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), com o objetivo de contribuir para um debate público, sustentado em evidência científica, no domínio da educação. O aQeduto debruçou-se sobre os dados provenientes do estudo internacional PISA, indo mais além do que os tradicionais rankings, divulgados sempre que o relatório de um novo ciclo de estudos é apresentado. Neste trabalho, a partir da informação disponível, procurou-se explicar a variação dos resultados dos alunos portugueses nos testes PISA (2000 a 2015), nomeadamente identificar os fatores responsáveis pela evolução positiva verificada em Portugal ao longo dos últimos quinze anos, tendo em conta três eixos fundamentais: i) os alunos; ii) as escolas; iii) e o país.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

2ª Edição dos Estágios na NASA para Estudantes Portugueses


Encontram-se a decorrer as candidaturas para a 2.ª edição do concurso para a atribuição de Bolsas de Investigação para Estágios na National Aeronautics and Space Administration of the USA (NASA), dirigidas a estudantes de nacionalidade portuguesa. As candidaturas decorrem até ao próximo dia 18 de dezembro e visam uma atribuição até seis bolsas de estágio.
Este programa de estágios realiza-se ao abrigo de um acordo de cooperação celebrado, em 2016, entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), a FCT e a NASA, que permitiu a Portugal integrar o Programa Internacional de Estágios da agência espacial norte-americana.
O processo de candidatura é efetuado através de Formulário online.

Estes estágios destinam-se a candidatos que reúnam os seguintes requisitos:

  1. Cidadãos com nacionalidade portuguesa, com residência habitual e permanente em Portugal (comprovada através de documento oficial);
  2. Alunos em regime de frequência de doutoramento ou mestrado nas áreas das Ciências, Tecnologias, Engenharias e Matemática com vínculo comprovado à instituição de ensino;
  3. Detentores de currículo (habilitações) e trabalho académico com especial enfoque na área espacial;
  4. Com média mínima de conclusão da licenciatura ou mestrado, de acordo com o sistema de classificação norte-americano (GPA) de 3,0 numa escala de 4,0 (convertida para a escala portuguesa: entre os 16 e os 20 valores);
  5. Fluência em língua inglesa, tanto oral como escrita, não sendo exigível comprovativo (certificado).
Aviso de Abertura: https://www.fct.pt/apoios/

Mais informações: https://www.fct.pt/apoios

ESTUDO: Resultados Escolares por Disciplina (3º Ciclo) , Ano letivo 2014/15



A DGEEC apresenta um estudo sobre o desempenho escolar dos alunos em cada disciplina do 3.º ciclo do ensino básico geral, no ano letivo de 2014/15. O estudo centra-se nos alunos matriculados em escolas públicas de Portugal continental, analisando as suas classificações finais nas seguintes onze disciplinas obrigatórias: Ciências Naturais, Educação Física, Educação Visual, Físico-Química, Geografia, História, Inglês, Língua Estrangeira II, Matemática, Português e TIC.
Novembro de 2017


Segundo a DGEEC, “a forma transversal como o contexto económico influencia as classificações a todas as disciplinas”, o que se traduz no facto de os alunos mais desfavorecidos que têm negativas serem o dobro dos que estão na mesma situação, mas são oriundos de meios favorecidos." (fonte: Jornal Público de hoje)


Autonomia e flexibilidade curricular - porquê?



Promover sucesso escolar significa promover melhores aprendizagens para todos. Neste webinar apresenta-se o conjunto de medidas de política educativa em curso que concorrem para a construção de aprendizagens significativas para todos os alunos, com destaque para:
a) Educação Pré-escolar;
b) Programa Qualifica;
c) Planos de ação estratégica;
d) Formação contínua de professores.
e) Perfil do Aluno;
f) Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania;
g) Aprendizagens Essenciais;
h) Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular;
i) Modelo de avaliação;
j) Educação inclusiva.
Estas medidas complementam-se para dar substância ao Plano Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, em curso desde 2016.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Manual de Ação Para Jovens - Dá a Tua Opinião sobre os teus direitos online!




Junta-te a outros jovens cidadãos europeus na criação de um livro de recortes digital sobre os teus direitos na Internet. Partilha as tuas criações* no Facebook, Google+, Instagram, Pinterest, Tumblr ou Twitter, usando uma destas hashtags: #RGPDDáATuaOpinião, ##RGPD or #DireitosDaCriança.

RELATÓRIO: Citizenship Education at School in Europe – 2017

O que é a educação para a cidadania? Como é que é ensinado? Como são avaliados os estudantes?
Leia o novo relatório da eurydice sobre a educação para a cidadania na Europa:
https://webgate.ec.europa.eu/

https://ec.europa.eu/programmes/erasmus-plus

V Encontro Nacional de Formadores



APRENDIZAGEM & EMOÇÕES...POSITIVAMENTE
Pretende-se neste V Encontro Nacional de Formadores:
    mapear os processos de aprendizagem de acordo com a neurociência;
    identificar as estruturas, fatores e condimentos que interferem na aprendizagem;
    vivenciar abordagens, práticas e intervenções geradoras de experiências ótimas de aprendizagem. 

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

2ª SEMANA EUROPEIA DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL



Vai decorrer de 20 a 24 de novembro de 2017 a 2ª Semana Europeia da Formação Profissional. A ATEC juntou-se à Comissão Europeia nas comemorações organizando diversas atividades de forma a tornar mais atrativa a formação profissional.
Decorre em Palmela e no Porto

SABER mais: 

Publicação: "Fórum Futurália 2020: Indústria 4.0 "



Esta é uma publicação que nos leva a pensar, compreender e a refletir sobre os desafios e as implicações no modo como iremos aprender, trabalhar, competir e até viver no contexto de emergência de uma nova era industrial Indústria 4.0 - pautada pela aceleração digital, pela nanotecnologia e pelos sistemas cibernéticas, a funcionar de modo integrado, alimentados pela Internet das Coisas.
Procurando que não fiquemos apenas pelo fascínio tecnológico, a publicação integra artigos de especialistas de reconhecido renome que frisam a importância de preservarmos a dignidade humana, através de uma forte aposta na aprendizagem ao longo da vida, alicerçada numa base de diálogo social alargada, num tempo em que os robôs ameaçam descartar as pessoas.
Estes artigos, bem como uma entrevista com Carlos Zorrinho, Deputado do Parlamento Europeu, reforçam as conclusões a que chegaram também os participantes do Fórum Futurália 2020: Indústria 4.0 e dos três workshops que o aconteceram, em março de 2017. Estes eventos permitiram recolher os contributos de dezenas de stakeholders, de diferentes quadrantes e setores, numa tentativa de antecipação dos cenários de aprendizagem, de trabalho e de competição/colaboração à escala global, que iremos enfrentar nos próximos anos, com o propósito de prevenirmos os efeitos negativos desta nova era industrial e de aproveitarmos as vantagens que daí possam advir.
De salientar ainda o editorial, da autoria de Eduardo Marçal Grilo, que destaca o contexto em que a publicação surge, no âmbito da agenda de trabalhos do Fórum Estratégico da Futurália, e um texto de abertura de Marcelo Rebelo de Sousa, decorrente da visita que efetuou ao certame.
Esta publicação encontra-se disponível para download  (versão em Português) ou aqui (versão em Inglês),em: http://www.anqep.gov.pt/
Pode também consultar a versão e Book.

sábado, 4 de novembro de 2017

MANUAL: "Stop Bullying – Um Recurso Educativo Baseado nos Direitos Humanos para Combater a Discriminação”




Stop Bullying – Um Recurso Educativo Baseado nos Direitos Humanos para Combater a Discriminação” foi publicado oficialmente esta segunda-feira, 30 de outubro, pela Amnistia Internacional Portugal, com o propósito de prestar um contributo para o desenvolvimento de práticas e políticas educativas de erradicação do bullying e da discriminação, sob todas as formas, no sistema de ensino em Portugal.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Manual de Atividades: "Afetos na Escola"


Em PDF: https://www.repository.utl.pt/


Este manual surgiu da necessidade de criar um programa estruturado para trabalhar com crianças do 1º ciclo, com o objectivo de promover competências sociais e afectivas, no intuito de uma futura vida adulta saudável. 
A actividade “Afetos na Escola” da Junta de Freguesia de São Francisco Xavier, insere-se no Programa INTERVIR de Prevenção da Toxicodependência da Equipa das Dependências do Departamento de Acção Social da CML. 

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Seminário: Sistema Europeu de Créditos do Ensino e Formação Profissional - ECVET


Seminário: Sistema Europeu de Créditos do Ensino e Formação Profissional - ECVET

20 de Novembro | Alfândega do Porto
SABER tudo: https://informatica155.wixsite.com/ecvet2017

Portugal registou mais queixas de bullying do que os EUA, diz a UNICEF



Problema do Bullying afecta entre 31 e 40 por cento dos adolescentes entre os 11 e os 15 anos.
Portugal é o 15.ª país que regista mais queixas de bullying na Europa e na América do Norte, ficando à frente dos Estados Unidos, segundo um estudo divulgado, esta quarta-feira, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). ler a notícia em https://www.publico.pt/
Estes dados constam do documento da UNICEF "Um Rosto Familiar: A violência nas vidas de crianças e adolescentes".

Consultá-lo em: 



quarta-feira, 1 de novembro de 2017

PIN - Webinar: Hiperatividade e défice de atenção

Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola”



Está aberto, até ao dia 30 de novembro de 2017, o Concurso de Ideias para a presentação de propostas de projetos nos cinco escalões a concurso:

1.º Escalão – constituído por projetos que envolvam crianças da Educação Pré-Escolar;
2.º Escalão – constituído por projetos que envolvam alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico;
3.º Escalão – constituído por projetos que envolvam alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico;
4.º Escalão – constituído por projetos que envolvam alunos do 3º. Ciclo do Ensino Básico;
5.º Escalão – constituído por projetos que envolvam alunos do Ensino Secundário.





João Seabra Diniz sobre os adolescentes, famílias e a escola



João Seabra Diniz, psicanalista afirma que "a primeira coisa importante quando queremos pensar em adolescentes é as pessoas gostarem deles". Membro titular e didata da Sociedade Portuguesa de Psicanálise sendo Presidente do Instituto de Psicanálise. Dedica-se à clinica psicanalítica privada.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Projeto: Clássicos em rede


Clássicos em rede é um programa de atividades para alunos dos ensinos básico e secundário, com o objetivo de aumentar os seus conhecimentos sobre a Cultura Clássica e, sobretudo, levá-los a descobrir a sua presença na atualidade: na língua e etimologia, na herança patrimonial, nos modelos estéticos e na arte, no imaginário coletivo, no ideário que está na base das nossas sociedades e em tantas outras áreas.

Atlas da Educação 2017




A apresentação pública do estudo “Atlas da Educação 2017 - Contextos sociais e locais do sucesso e insucesso”, realizado pela Associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social, em parceria com o CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, da Universidade Nova de Lisboa, realizou-se no dia 25 de outubro, no Auditório Camões da Escola Secundária de Camões, em Lisboa..

Continuar a ler

Despacho n.º 412/2017

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA
Despacho n.º 412/2017
Determina 
- Festa do Desporto Escolar decorrerá entre os dias 22 e 25 de maio de 2018 

- Semana Regional das Artes decorrerá entre os dias 11 e 17 de junho de 2018

ACEDER : AQUI

Despacho n.º 9542/2017



Despacho n.º 9542/2017 - Diário da República n.º 209/2017, Série II de 2017-10-30 
Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Gabinete do Ministro 
Aprova o Regulamento do Programa +Superior para o Ano Letivo de 2017-2018

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Experiências de trabalho no sistema educativo da Finlândia



Finland has the most systematic and structured approach to work experience (which they call TET) that we have seen. Employers are supportive of the work experience that all pupils in Grades 7, 8 and 9 (ages 13-16) undertake and are positive about hosting pupils as well as accommodating young people as part of the vocational education placement system.
The arrangements at Vaajakoski Comprehensive School, Jyväskylä, are typical.

 – Grade 7: Three days of ‘working life experiences’, often in a parent’s workplace, or in a business selected from a local database. Additionally, one day on ‘school as a working place’, where pupils meet the people who work in the school.

Grade 8: Five days of work experience. Pupils arrange this themselves and are given lessons on how to go about securing a work placement. Pupils who don’t have family networks can ask their school for support.


Grade 9: Nine days of work experience at age 15/16. The national curriculum regulations require that schools must have a plan for contact with employers. Most schools organise employer contacts for themselves, but there is also a national website which provides a directory of local employer opportunities.

Retirado de: http://www.gatsby.org.uk/

imagem http://innoveedu.org/en/me--mycity

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Conferência "A utilidade dos saberes inúteis" - Nuccio Ordine




Evento inserido no mês da Educação para a Ciência da Fundação Francisco Manuel dos Santos
Para que serve estudar latim ou grego? Para que serve ler poesia ou ouvir música? Para que serve admirar uma obra de arte? Os saberes têm de ser úteis ou haverá valor nos saberes aparentemente inúteis? Deve a escola guiar-se pela utilidade quando selecciona os conteúdos? E que cidadãos queremos educar?
Uma discussão com um filósofo italiano e uma professora sobre a utilidade das Humanidades e a repercussão que têm na escola, na cultura e na investigação e Ciência, explicando porque a escola e a universidade não podem ser transformados em empresas e os alunos não podem ser considerados clientes se quisermos, enquanto sociedade, educar cidadãos justos, solidários e tolerantes.

Portal Voluntários




Projeto de responsabilidade social da rede Universia apoiado pelo Santander. 
No Portal as IPSS, as associações e instituições de ensino superior, divulgam as suas ofertas de voluntariado, de modo simples e gratuito.

Se deseja ser voluntário deve seguir os seguintes passos:

1. Se já inseriu o CV em Trabalhando.pt ou em qualquer um dos portais associados a esta comunidade laboral, apenas deve inserir o nome de utilizador e password no site da Instituição e indicar como, quando e a quem quer ajudar.

2. Se ainda não está inscrito, deve registar-se e completar os dados que o sistema irá pedir.

3. De seguida, deve selecionar a opção “Ver projetos” e selecionar o tipo de voluntariado do seu interesse.

4. Veja o projeto, e se ficar interessado/a deve selecionar a opção “Candidatar”.

E está feito! O seu currículo de voluntário será enviado automaticamente para a instituição que publicou o projeto.

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Plataforma Khan Academy em português




plataforma Khan Academy em português (https://pt-pt.khanacademy.org/) integra 12.500 exercícios práticos interativos e mais de 1.000 vídeos de Matemática do ensino básico. Promove uma aprendizagem lúdica e personalizada, pois à medida que cada aluno evolui ao seu ritmo próprio vai ganhando pontos e medalhas! Lançada em fevereiro de 2017, a plataforma conta já com 15.000 utilizadores e 2,3 milhões de minutos de utilização. De acesso gratuito, contém ainda relatórios de progresso e permite uma monitorização permanente da performance e da evolução na aprendizagem.
No ano letivo de 2016/17, decorreu o primeiro de dois anos de um projeto-piloto na Zona Oeste, numa parceria entre a Direção-Geral da Educação, Fundação Portugal Telecom e Educom. Estão envolvidos no projeto 5 Agrupamentos de Escolas, abrangendo 30 professores e 700 alunos do ensino básico. Os resultados preliminares deste primeiro ano do projeto são muito positivos ao nível da motivação para a aprendizagem da matemática, desempenho e autonomia dos alunos, bem como desenvolvimento da entreajuda entre eles.
Conheça todas as funcionalidades da plataforma Khan Academy em Português neste vídeo, no site da Fundação Portugal Telecom ou solicite um workshop gratuito de apresentação para o seu Agrupamento de Escolas.


ESTAS SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DE BULLYING NAS ESCOLAS



Com o Prof Licínio Lima

25 a 42 por cento dos alunos do Ensino Básico e Secundário já viram os colegas a serem vítimas de bullying, sobretudo por causa do aspeto físico, da orientação sexual e do rendimento escolar. São estas as principais conclusões de um estudo da Universidade do Minho. 
739 estudantes de quatro escolas dos distritos de Braga e Faro deram o seu testemunho para esta investigação, e disseram que a primeira causa de discriminação apontada pelos inquiridos é o “ser gordo”. Logo a seguir surgem a dimensão das mãos, dos pés, do nariz, das pernas e dos braços. Mas há mais: Ser tímido, nerd ou ter dificuldades em aprender, ser gay ou lésbica, não usar “roupa de marca” ou ter “sotaque” são outros dos motivos destacados, de acordo com a equipa do Centro de Investigação em Educação da UMinho.
Envolvidos no estudo estiveram 18 cientistas, que concluíram que é cada vez mais normal haver discriminação entre os alunos. Muitos dos inquiridos disseram coisas como “sim, mas é a brincar!”, e sugeriram que os agressores são dos alunos mais populares na escola porque “todos gostam de estar do lado do poder”.
O projeto chama-se Políticas, Governação e Administração na Educação: Democracia, Territórios e Desigualdades, é divulgado em pleno Dia Mundial da Prevenção de Bullying, e procurou conhecer as causas, as perceções e os efeitos da discriminação para que seja possível atacar o bullying mais eficazmente.